Publicidade
Publicidade
Turistas vão pagar 1000 dólares para entrarem na ‘ilha dos dragões’

Os visitantes vão ter de pagar mil dólares para entrarem em Komodo.

Notícias ao minuto

Em julho, o governador da região indonésia onde está situada Komodo anunciou que a ilha iria fechar ao turismo durante um ano a partir de janeiro. Essa decisão foi agora revertida. A ilha vai permanecer aberta aos turistas, mas em vez de pagarem os 10 dólares habituais para entrarem na ‘ilha dos dragões’, os visitantes vão ter de pagar mil dólares  para entrarem em Komodo.

Nesta segunda-feira o ministro do Ambiente indonésio e o governador local chegaram a um acordo sobre esta medida, que introduz um sistema de associados com esse custo de mil dólares. Esse é o preço a ser pago para ver os dragões de Komodo no seu habitat natural.

O governo anunciou que os esforços de conservação para proteger os dragões vão ser reforçados e que os dois mil residentes de Komodo não terão de deixar a ilha durante um ano, como previa a medida anterior.

Os dragões de Komodo são os maiores lagartos do mundo e podem chegar aos três metros de comprimento. Cerca de 1.700 vivem na ilha de Komodo, mas também há uma grande população na ilha vizinha de Rinca – mil dragões.

Compartilhar:
Comentar:
*Publicidade